Visite también......

domingo, 30 de marzo de 2008

Casa no campo

Y ¿quién no quiere una casa en el campo, en la que tengan cabida los amigos, los discos, los libros y nada más?


(Zé Rodrix - Tavito, 1972)

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais

Eu quero carneiros e cabras
Pastando solenes no meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
E um filho de cuca legal
Eu plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal

Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapê
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros e nada mais

1 comentario:

Segis dijo...

Me apunto, yo también quiero esa casa de campo (Pero que quede claro que el trabajo no cabía ¿Eh? :D :D )

Un abrazo,

Segis